1 de novembro de 2017

Os vizinhos japoneses





Hoje a minha vizinha veio me presentear com doces como forma de pedido de desculpas caso o choro do seu neném me perturbe.

É comum no Japão os pais presentearem os vizinhos mais próximos quando nasce um filho porque talvez o choro possa incomodar então eles vêm a nossa porta apresentam o bebê e pedem desculpas por eventuais transtorno.

A velha norma de cada um no seu quadrado evitando assim possíveis transtornos com o seu vizinho. Apesar de que em nenhum momento eu ouvi um choro de criança ou algum barulho que pudesse me tirar o sossego.

Cheguei a perguntar para a mãe se o bebê chora porque eu nunca ouvi nada e aproveitei e perguntei sobre o meu barulho rsss , e ela respondeu que não ouve nada que venha do meu apartamento.

Fica ai uma boa dica para você que mora em apartamento e acabou de voltar para casa com seu bebê, apresente-se e peça desculpas por possíveis áudios agudos no período da noite vindo da sua casa porque quando nos responsabilizamos nos eximimos de possíveis ataques da vizinhança. Será que funcionaria no Brasil? 



23 de setembro de 2017

Quando a culpa é do consumidor




A imagem acima se refere ao e-mail que me foi enviado em 22 setembro 2017 pela eduK em resposta aos e-mails enviados em datas anteriores de 19 de setembro 2017 pedindo explicações e ressarcimento do débito. 

Nesta mensagem dizem que a renovação automática constava no meu cadastro e a culpa teria sido minha por não me atentar ao fato da opção estar ativa.

Bem, então eu e mais milhares de pessoas  não se atentaram ao fato de que em nosso cadastro essa opção de renovação automática estaria ativa. Me conforta saber que eu não sou a única a não ler os termos de uso de prestação de serviços contratados pela internet e não somente pela renovação automática que conforme o PROCON seria abusiva mas também pelos inúmeras reclamações de usuários do não atendimento quando há problemas de comunicação e visualização do curso que foi pago mas não foi usufruído por problemas da empresa. Isto esta explicado com depoimentos e imagens neste link comprovando a veracidade de que milhares de pessoas não sabiam da alteração em nosso cadastro sobre a referida questão de renovação automática da assinatura e ainda reclamações de que firmaram com a propaganda de que 7 dias seriam gratuitos e depois receberam o aviso de débito e ainda falam que não conseguiam cancelar a assinatura. 


Ainda no mesmo e-mail dizem que essa manobra se dá desde 2015, e vos indico essa imagem de uma conversa datada de agosto de 2016 onde eu pedia ajuda para fazer a renovação assim como tive com a primeira contratação do curso porque meu cartão de crédito seria de fora do Brasil e mesmo sendo obrigada a pagar em parcela única não conseguia efetuar a compra. Sim, obrigada a pagar em parcela única poque a empresa não dá a opção de parcelas para quem mora fora mesmo que pague com cartão de crédito; mas isso é também uma norma e deve estar do tal Termo de Uso da empresa não é mesmo.









Ainda em e-mail enviado 2 segundos depois me relatam que eu poderia ter entrado em contato e reclamado e eles teriam solucionado imediatamente talvez. Alô?! O e-mail foi enviado , o contato foi feito e um deles nem sequer foi visualizado e na última mensagem que enviei ao Edu Lima não foi visualizado e nem respondido por outra pessoa. Mais imagens...





Aqui a mensagem que recebi do PROCON a respeito da prática abusiva de renovação automática





Não recebi nenhum aviso de que a assinatura estaria para vencer, não tive a opção de decidir por renovar ou não a assinatura dos cursos. Deixando claro que os professores são excelentes profissionais e a eles não cabe o ônus da culpa pelos débitos sem aviso prévio.


Nesta outra imagem me dizem que eu teria 7 dias conforme o Código de Defesa do Consumidor para me arrepender e se eu estava arrependida bastava entrar em contato. Mais Alô?! 
Arrependida sim de confiar os dados do meu cartão de crédito porque em vossa página consta o selo de proteção ao consumidor e eu entrei em contato vocês que não respoderam.






Alegam que basta entrar em contato mas há pessoas tentando contato há meses e ainda não obtiveram resposta conforme mostra esse relato com data de 22/09/2017 e aqui ela relata que fez todo o procedimento que lhe foi pedido pela eduK e já havia passado 5 dias e também como todos reclamam sem visualização e resposta.





Na mesma mensagem me foi avisado que foi feito o pedido de cancelamento e que o débito seria devidamente estornado num prazo de 10 dias úteis. 





Me afirmaram que o estorno será total sem ônus algum e ocorrerá dentro do prazo de 10 dias úteis. Fico no aguardo e da mesma maneira que vim até aqui para expor  o ocorrido posso voltar quando se der o estorno do débito em meu cartão para confirmar que fui ressarcida e ainda reitero que a eduK tem o espaço aberto para se pronunciar nesta Coluna. Aproveite a chance para explicar aos seus assinantes o que houve e por que milhares de assinantes foram pegos de surpresa com pagamentos não autorizados.

Atualizaçao em 03/11/2017
O débito do cartão de crédito foi cancelado conforme o combinado com a eduK. Pedi também que cancelassem meu perfil no site da eduK porque não há a opção do aluno fazer, então pedi para que o fizessem.


22 de setembro de 2017

Empresa pioneira em cursos profissionalizantes online faz renovação automática de assinatura sem consentimento dos assinantes




Especializada em oferecer cursos profissionalizantes online a eduK que tem como um dos fundadores Bernardinho o ex-técnico da Seleção Brasileira de Voleibol, deve enfrentar problemas jurídicos para ressarcir  os débitos nos cartões de crédito dos assinantes sem autorização dos mesmos. A empresa não há canais  para contato que não sejam as redes sociais e um e-mail com nome de meajuda@eduk.com.br no qual os assinantes reclamam de não receberem resposta. 

Há também o agravante de multa de 25% para quem cancelar o curso depois de passados 10 dias e como a resposta por parte da eduK não chega no prazo de 10 dias ela se vê no direito de cobrar a multa coagindo o assinante a pagar do que ter que ver o curso todo debitado no cartão de crédito.

O assinante reclama antes do período de 10 dias mas a empresa não atende suas mensagens por nenhum canal como vemos nas imagens abaixo.





Nas redes sociais já ultrapassam mil reclamações conforme estatística do site ReclameAqui e a porcentagem das reclamações diz que o problema é a renovação automática do curso usando os dados do cartão de crédito que foi solicitado na hora da inscrição, propaganda enganosa e não conseguir cancelar o curso.

Em uma das respostas a um assinante, a eduK assume que a renovação automática de assinatura consta nos termos de uso e que se quiser o assinante que cancele essa opção. Muitos assinantes não sabiam dessa obrigação de renovação automática porque antes existia a possibilidade na hora da renovação sempre escolher a opção de renovar ou não automaticamente e parece que nos últimos anos a empresa mudou os termos de uso não comunicando previamente os assinantes. 








Geralmente em qualquer situação de renovação de assinatura o cliente é avisado previamente que o contrato esta para vencer e pergunta se o mesmo quer continuar a assinar ou não e avisa que o débito será efetuado em data a posteriori. E o que ocorreu foi exatamente o contrário das normas legais e os clientes foram avisados depois que o débito foi efetuado sem dar a chance do cliente decidir por sim ou não visto que ele não sabia que a renovação seria automática e mais, os assinantes reclamam que mandam e-mail e a eduK não responde e não há outro canal de comunicação nem mesmo telefone para contato conforme imagens tiradas das redes sociais.




Parece que mesmo diante de ameaças por parte dos assinantes a eduK não se pronuncia e continua postando propaganda de cursos e vantagens na hora da compra dos cursos e quando respondem na rede social a resposta é automática dizendo que o cliente é quem deve se preocupar em desativar a opção renovação automática caso contrário continuará a ser debitado.

















Em alguns posts é possível ver que o Ministério Público de São Paulo foi marcado na esperança de que alguma autoridade possa fazer algo e resolver a questão do uso de informação confidencial sem autorização do cliente. É unânime por parte dos assinantes que eles não tinham conhecimento que no cadastro foi acionada a opção renovação automática pegando a todos de surpresa.




As pessoas continuam reclamando e pedindo solução mas a eduK continua com a postura de não atender e não criar um canal direto com telefone também para atendimento, mas criou uma postagem de que após 10 dias da assinatura quem pedir o cancelamento pagará multa. 

Os assinantes estão reclamando a partir do momento que tomaram conhecimento do débito e a empresa parece que esta ganhando tempo não respondendo e deixando  passar os 10 dias podendo assim cobrar a multa de 25%. 

E você ai também teve a renovação feita sem autorização prévia? Conseguiu resolver? Conte-nos!

Deixamos este espaço aberto para que a eduK possa se pronunciar a respeito e dar a sua versão.





10 de julho de 2017

Que tal apreciar a Flor de Lótus

  Tsutsujigaoka Park


Neste mês de julho do dia 8 ao dia 15 está aberto o passeio de barco para apreciar a Lótus ( hasunohana ) no parque de Tsutsujigaoka na cidade de Tatebayashi no estado de Gunma. Maiores informações visite a página do parque AQUI .

Valor do ticket para o passeio de barco é  800 yen e o passeio dura 30 minutos com direito a ouvir causos e histórias do comandante do barco e este nos informa que a melhor hora para fazer o passeio é na parte da manhã. Vale a pena o passeio.

Na saída ganhamos verduras em sacos pequenos, alguns ganharam pepino e eu ganhei vagem. Não sei informar se este mimo virá para todos durante a semana. 



1 de junho de 2017

A vantagem da reciclagem

Ponto de coleta de lixo reciclável




Separar latas, plásticos, livros  e revistas para reciclar



Em todo o bairro japonês existe o que chamamos de chefe da comunidade ou o líder do quarteirão, um chefe dentre os moradores que seria o canal direto com a prefeitura e até mesmo com a polícia. É um trabalho voluntário e com muitas responsabilidades, e uma delas é fazer o acompanhamento  uma vez por mês com o  cidadão idoso que more sozinho ou sozinha.


Uma outra responsabilidade seria verificar sobre a coleta de lixo orgânico, reciclável e outros. Já faz um tempo escrevi aqui no blog sobre o calendário e procedimento na hora de jogar o lixo, clique aqui para ler.

A coleta é feita dentro  dos dias estipulados pela prefeitura (e o calendário nunca falha), e povo sabe que somente naquele dia pode-se jogar fora aquele determinado tipo de lixo, seja ele orgânico ou não. E no caso das garrafas pet, latas de alumínio, livros  e revistas o morador deve se dirigir ao local determinado pela prefeitura de acordo com a quadra onde a pessoa mora. O local é sempre o mesmo e geralmente fica perto de uma ponte ou parque, local aberto, arejado e de fácil acesso. 

Um outro ou outros voluntários trazem essas caixas azuis (como podem ver nas imagens), organizam o espaço para colocar as garrafas e jornais com revistas, para quando chegar o caminhão da prefeitura levar para o depósito de lixo reciclável. Observem que para as revistas e livros há um lugar específico e coberto com lona para em caso de chuva não molhar.

Jornais e revistas para reciclar



O jornal é um caso a parte para jogar, ou seja, ele é especial. Para quem é assinante de jornal o volume em casa é maior todos os dias e então pensando nisso e na praticidade do leitor jogar fora o jornal, os assinantes juntam  a cada mês um saco com jornal e devolvem de onde compraram e a cada saco ganham um rolo de papel higiênico feito de papel reciclado. A coleta é feita na porta de casa, o assinante não precisa sair de casa. Mas para quem eventualmente compra pode jogar junto com  as revistas na data de coleta do seu bairro.

Algumas vezes no ano e geralmente nas trocas de estações a polícia faz uma blitz para alertar os motoristas sobre velocidade, cinto de segurança e não falar ao telefone enquanto dirigem. A abordagem se dá na parada do sinaleiro e eles entregam panfletos e lenço de papel de bolso feito de material reciclado.


Há ainda alguns postos de gasolina que promovem descontos para clientes que doam tampas de garrafas pet. A cada 10 tampas ganha um carimbo e com 10 carimbos ganha  desconto na lavagem ou troca de óleo. Da tampa da garrafa pet é fabricada a seringa de injeção.

Para quem não quer ou não pode esperar o dia da coleta basta ir ao super mercado e depositar nas lixeiras do estabelecimento, sempre da mesma maneira; latas para um lado, plástico para outro. Reciclar já faz parte da cultura japonesa, nas escolas já ensinam como separar o lixo em casa e como jogar fora, é uma obrigatoriedade na sociedade nipônica. Sem o controle não haverá espaço para lixo e cidadão. 

3 de maio de 2017

Locais para ir no Golden Week 2017


Festivais na semana do Golden Week 2017


Coluna da Monica


Em  Odaiba ocorre a Oktoberfest 2017  do dia 28 de abril a 7 de maio e depois do dia 29 de setembro a 9 de outubro. Tradicional festa Alemã que ocorre no Japão em diversas cidades como Nara e Hibiya. 

Show de performance tradicional alemã e para os estrangeiros e japoneses que não sabem como dizer Kanppai em alemão o site da a dica de como dizer e é Prost.

Cerveja, salsicha alemã e sorveste  e pela primeira vez no país haverá também o Tarunama da cerveja alemã, isto é, a cerveja vem de quem dá nome a festa, puramente alemã.

Mais informações visitem o site AQUI 





Coluna da Monica



Ainda em Odaiba também ocorre a Festa da carne - 肉フェス Tokyo 2017 Wonderland até o dia 7 de maio.

Carnes selecionadas no melhor estilo de churrasco japonês e performance de artistas locais.

Veja como chegar acessando o site AQUI 

Coluna da Monica


Em Yokohama no Akarenga Souko ( 赤レンガ倉庫) também ocorre a O Yokohama Fruhlings até dia 7 de maio com diversão para adultos e crianças ao ar livre e dentro do armazém tem restaurantes e lojas de souvenir.

Maiores informações sobre como chegar  acesse AQUI . 




2 de maio de 2017

Dica para o feriado de Golden Week 2017

Coluna da Monica


Dica para o feriado de maio a Semana Dourada - Golden Week 2017 é passar o dia comendo ao ar livre saboreando pratos de diversas partes  como Tailândia, México e Turquia, sem faltar o famoso BBQ no Viva la Garden em Saitama que vai do dia 28 de abril a 7 de maio.



Sorvetes, doces, bebidas preparados de diversas formas e com variados gostos e para as crianças a area de lazer que conta também com Dj para badalar mais o dia com pessoas dançando ao redor das mesas enquanto comem.

Confiram as imagens abaixo e o link do evento esta no final da página.









Na frente do Saitama Super Arena. Acessem  o site do Viva la Garden 2017 AQUI  e bom feriado de Golden Week a todos.

Os vizinhos japoneses

Hoje a minha vizinha veio me presentear com doces como forma de pedido de desculpas caso o choro do seu neném me perturbe. É comum ...