30 de janeiro de 2016

A viagem

... eles chegaram para me levar até o aeroporto, olhei pela última vez a minha casa , peguei as malas e as coloquei para fora. Apaguei as luzes olhei de novo e sai . Girei a chave devagar para não fazer barulho porque eram 5:30 da manhã e os vizinhos ainda estavam em sono profundo, peguei as malas e fui em direção ao carro.

Enquanto o carro partia eu olhava para trás e me despedia pensando que um dia voltaria.

Alguns dias antes eu havia sentido a segunda pior dor , a dor do adeus à minha filha, foram dias intermináveis de choro e tristeza.

A primeira dor? Foi aos 17 anos quando acreditei nos adultos. 
(Trecho do meu livro sem título e sem publicação ainda) 

28 de janeiro de 2016

Coisas de Japão

Valentine's Day é em fevereiro mas eu como boa ariana já comprei os docinhos dos meus queridos.

Mas estou aqui para mostrar a vocês o atendimento japa, o que eles fazem para agradecer a sua compra.

Nesta loja  de doces, cliente entrou ganha chá sem cafeína  com um pedaço de doce . O chá é sempre o mesmo o doce que varia .

Enquanto você decide pelo que compra ou não , ou espera pelo pacote vem a atendente muito simpática te oferecer esse mimo.

Isso cria fidelidade, é esse mimo que faz eu voltar, e eu volto todos os anos na mesma época.

E voltarei mesmo que o chá acabe ou não me ofereçam mais o doce porque já criou-se o vínculo, já virou amor rss.


O medo




Se não acredita não precisa ter medo, porque o medo é o desejo contrário do querer fazer e não ter a certeza de que vai dar certo ou não.
Tem quem acredite em Deus, tem quem não . Tem quem toma leite, tem quem não .


Na astrologia acontece o mesmo, tem quem acredite e tem quem não .
Você pode não acreditar mas não precisa ter medo porque ela não vai te machucar. O medo do saber é o pior dos  medos.

27 de janeiro de 2016

Selinho

Foi a pior da semana, a enteada dando selinho no padrasto.
Não sei porque, olhei a imagem e não achei nada encantador ou sublime.

25 de janeiro de 2016

Vamos sem celular?




Quem nunca passou pela situação de sair com a amiga e ela estar grudada no zapzap, facebook, line etc?
Se você nunca passou por isso volte 5 casas e jogue os dados novamente .
Achava legal quando tinha o olho no olho nas conversas, bate papo de barzinho ou aqueles 5 minutinhos de café em pé na XV de novembro em Curitiba.
Hoje um café de 5 minutos dura 15 segundos e o restante é cara colada no celular porque talvez a mensagem que chegue seja mais importante do que você ali à frente da amiga. 
E não adianta querer levantar da mesa ou sair do local sentindo-se ofendida porque a outra pessoa nem vai dar pela tua falta. 
Faz o seguinte então , tenha sempre um livro ou revista a mão. Caso você seja trocada por um zapzap   inicie uma nova leitura e keep calm.

24 de janeiro de 2016

Estrangeirismo


Nesta imagem duas coisas chamam a atenção, e talvez somente alguns achem que seria somente  a palavra emargency. 

Depois da 2a guerra os japas incluíram ao seu vocabulário muitas palavras estrangeiras e fazem uso dela diariamente não se atentando que em seu próprio vocabulário japonês elas não existem mais, como por exemplo "café com leite". Em qualquer lugar do Japão que você vá, para pedir um cafe com leite você tem que falar em francês, aham isso mesmo os japas também falam francês e seria café au lait mas na pronuncia japonesa ficaria cafeore.
Não me venham querendo pedir em outro idioma que não o francês,  porque virá uma xícara com café e outra xícara com leite como já aconteceu comigo.


A respeito do emargency e tantas outras palavras que encontro aqui pode-se notar que alguns faltaram a aula de língua inglesa, a mania de escrever como se fala e a mania de usar palavras estrangeiras faz com que eu me divirta enquanto corro. 

A sorte que o stop está escrito corretamente e o botão é vermelho, imagino que botão vermelho e escrito stop quer dizer que se algo der errado pare de correr,  aperte e grite por herupumi (help me).




23 de janeiro de 2016

Privacidade no Japão

 Vivendo há mais de 10 anos no Japão eu ainda não havia me dado conta do quão importante é para eles (os japoneses) o significado da palavra gaman ( em português a pronuncia seria gamãn em japonês がまん). Que significa  paciência, aguentar, suportar, perseverar.

O Japão é um país quieto,sofrido e  vizinhos não vem a sua casa pedir nada, não sabemos o que ele esta ouvindo , que tipo de música gosta porque quando eles ouvem uma música compartilham da ideia de que o outro não precisa saber o que se esta fazendo ou ouvindo.

Quando a culpa é do consumidor

A imagem acima se refere ao e-mail que me foi enviado em 22 setembro 2017 pela eduK em resposta aos e-mails enviados em datas anter...