A viagem

... eles chegaram para me levar até o aeroporto, olhei pela última vez a minha casa , peguei as malas e as coloquei para fora. Apaguei as luzes olhei de novo e sai . Girei a chave devagar para não fazer barulho porque eram 5:30 da manhã e os vizinhos ainda estavam em sono profundo, peguei as malas e fui em direção ao carro.

Enquanto o carro partia eu olhava para trás e me despedia pensando que um dia voltaria.

Alguns dias antes eu havia sentido a segunda pior dor , a dor do adeus à minha filha, foram dias intermináveis de choro e tristeza.

A primeira dor? Foi aos 17 anos quando acreditei nos adultos. 
(Trecho do meu livro sem título e sem publicação ainda) 

Postagens mais visitadas deste blog

Dia de finados no Japão

Astrologia Karmica