19 de fevereiro de 2016

Cozinhar no Japão

Cozinhando no Japão


Imagem/Monica Maeda
Caso não saiba, o teu lugar é aqui. Cozinhar no Japão é uma das tarefas mais fáceis que temos.Mesmo os menos expert em cozinha conseguem elaborar um bom prato no Japão e basta saber ler e apenas 1 frigideira ou panela de barro (土鍋 - donabe ) e essa donabe é muito usada e por isso barata, mas a usamos geralmente no inverno para pratos muito quentes tipo lúmen, udon, sopa.


Imagem/Monica Maeda
Quando eu digo saber ler não estou dizendo para ler os kanjis , observe a foto ao lado  e veja que tem uma sequência de numeros do 1 ao 3 e abaixo de cada numero uma etapa para o preparo sendo que abaixo do numero 1 tem o numero 3 e 4 cm e a foto do que deve ser cortado e se entende que o repolho deve ser cortado em 3 ou 4 cm então vemos que não é necessário saber todo o idioma mas basta olhar a imagem. Tudo com muito detalhe, foto para ilustrar o preparo e não haver erro porque se algo der errado o cliente pode reclamar dizendo que não ficou bom como estava escrito e para evitar qualquer erro os fabricantes fazem questão de explicar nos mínimos detalhes, como se corta, em qual tamanho, quantidade de óleo, o tempo, o fogo baixo ou alto.


Imagem/Monica Maeda
 Este aqui é para preparar o lamen ( ラーメん) e está com a imagem de todos os ingredientes, quantidade ou peso, como se corta a quantidade de água o tipo de fogo e o tempo de cozimento.Um detalhe curioso é que o tempero sempre vem junto e nunca falta ou sobra, sempre na medida certa e no sabor certo.

Garanto que não tem erro, fica delicioso.
Minha filha se você depois de tudo isso não conseguir preparar pelo menos um desses eu diria para jogar os dados e voltar 5 casas.

Praticamente toda a comida japonesa é preparada numa frigideira com pouco óleo e em até 10 minutos está tudo pronto, e o arroz é preparado na panela elétrica própria para ele e como é elétrica basta apertar o botão e em 40 minutos o branquinho pode ser servido.


Imagem/Monica Maeda
O interessante do pensamento japa é a preocupação não somente em vender mas em também agradar o quanto possível o cliente indiferente na condição social, e quando compramos somos obrigados a comprar os ingredientes junto então o mercado ganha nas duas vendas. Se você vai ao mercado perto da tua casa você sabe que não adianta andar quilômetros procurando um mais barato porque o preço não varia. Na verdade não temos muito tempo para ficar horas na cozinha devido a nossa jornada longa de trabalho e como podem perceber eu tenho pouco tempo para as panelas.
E ai amiga difícil de fazer? 

Quando a culpa é do consumidor

A imagem acima se refere ao e-mail que me foi enviado em 22 setembro 2017 pela eduK em resposta aos e-mails enviados em datas anter...