8 de abril de 2016

Animais de estimação

animais de estimacao
Imagem/Monica Maeda

Na primeira vez que vi um carro de "bebê"  sem um bebê e dentro dele um cachorro eu pensei que talvez o dono estivesse passeando em outro lugar com a criança e deixou o animalzinho ali dentro para não fugir. Engano meu porque o que eu vi não era um carrinho de bebê e sim um carrinho de cachorro.

Cachorros, gatos e outros animais de estimação no Japão recebem tratamento igual a um filho ou melhor. Muito comum em parques, shopping e ruas os donos passeando com seus animais dentro de bolsas até, como mostram as imagens a seguir.

cachorro

cachorro estimacao


As sacolas que vemos junto aos carrinhos e bolsas são para guardar os "cacos de vidro" que por aventurem fizerem, porque quem deixar o seu pet fazer sujeira na rua pode levar uma multa e ainda receber olhares de fúria dos que  estiverem passando perto e o que os japoneses mais temem é receber um olhar desses e uma possível briga. 

Para se ter um animal de estimação no Japão é preciso seguir algumas regras não porque eles recebem tratamento de gente mas porque eles convivem na sociedade , fazem parte da família , geram receitas, lucros, empregos. Pode-se contar com hotéis para pet caso viaje, diária com direito ao mesmo tratamento recebido em casa incluindo os passeios matinais e noturno. Banho e tosa  podemos fazer por conta pagando na máquina e você mesmo lava e seca dentro do estabelecimento que é tipo um tanque público mas que se paga ou agendar um horário na clínica veterinária e pagar para alguém fazer.

Eles estão por toda a parte porque foram inseridos pela nova geração dos que não tiveram filhos ou não casaram ainda. Número de solteiros e casais sem filhos no Japão fez crescer a procura por pet e talvez logo teremos asilos para cachorros também se continuar a crescer o número dos sem filhos ou solteiros. Não que quem tenha pet não tenha filho ou não seja casado porque as crianças também têm o seu, mas as mulheres japonesas estão mais exigentes, não querem mais serem submissas como décadas atrás onde elas se anulavam em prol de um casamento, então quanto mais tarde casam maior a probabilidade de não gerarem filhos. Ao contrario de outros países , a mulher japonesa não costuma engravidar depois dos 35 porque sempre gera um risco de saúde para os dois no pensamento deles. Eles preferem engravidar antes dos 35 porque dizem que se tem mais saúde para aguentar uma gestação do que aos 40. E para quem não pode ter ou não quis existe a opção da adoção mas isto também os japoneses não são muito adeptos de criarem um filho que não seja o deles  e por isso o país abriu a adoção de crianças para estrangeiros.

Tudo isso contribui para o crescimento da indústria pet no país e cada vez mais os animaizinhos ganham o seu espaço na Terra do Sol nascente.




Os vizinhos japoneses

Hoje a minha vizinha veio me presentear com doces como forma de pedido de desculpas caso o choro do seu neném me perturbe. É comum ...