2 de novembro de 2016

Astrologia Karmica

Astrologia karmica
Coluna da Monica


Mapa Natal


Mapa sendo vivido - Signos, planetas e casas


Un signo tem um identidade pessoal, uma motivação  interna, às vezes oculta, que se manifesta através de um planeta e casa.

Um planeta é um mensageiro, intérprete do signo. Faz o signo acontecer. Os desejos dos signos são realizados pelo planeta regente.

Assim, Touro tem medo de perder a segurança ou algum bem. O desenvolvimento disso depende de Vênus ou de qualquer planeta em Touro.

Uma CASA é uma área  de atuação, palco. Ali marcam-se pontos, há visibilidade. Numa casa oculta, como as de água (4-8-12), é visível que há algo oculto.

Signo é dentro, é esotérico. Casa é fora, é exotérica.

Não dá para escapar das casas onde há planetas. Ex.: c/7 - relação com o outro.

Como parceria sentimental ou profissional, como a observação das pessoas.

Se você tem planeta na c/7, isso não lhe obriga a se casar ou se associar comercialmente ou a arranjar um rival. Mas, se quiser ter uma companhia, mesmo que as coisas não estejam "facinhas", ou que tenha se tornado um ermitão no Tibet, podes crer, essa companhia aparecerá. Os anjos dizem Amém para os aspectos do MA. Se vai dar certo é outra questão. No entanto, já deu certo:você se casou; não era o que queria?

Olhando as casas, você pode escolher ONDE certas coisas precisam, devem acontecer. O signo dará forma (da gestação) e a casa materializará ( o parto).

Como as casas são visíveis , se quer esconder dinheiro, por exemplo, é melhor não ter planetas na c/2.

Planetas são representantes dos signos, com funções psíquicas que fazem parte da estrutura da mente. E a mente não é Mercúrio. Ele são as ideias e pensamentos. Já a mente é composta de vários planetas, incluindo os transpessoais. Plutão é a função de eliminação e de transformação . Qualquer bebê, durante a fase anal, já é apresentado a Plutão.

Planetas são responsáveis pelo destino, pelo K. TODOS os planetas criam K. Quem diz que Saturno ou Lua são responsáveis pelo K está esquecendo o resto, superficializando a magnitute duma encarnação. Qualquer planeta tem seu dharma, seu dever e honra a cumprir. Fará isso através dos aspectos. numa casa e signo. Assim, Mercúrio cria K conforme o que fala, escreve ou gestícula. Mas, também, é seu dharma construir algo com o que fala. Se você acusa precipidamente, faz a K. Desculpa-se com sinceridade e faz compensação, criou dharma.

K é ação, não, necessariamente, ruim. Just action. Uma consequência de você estar vivo. Morto não tem K.

Cada planeta comporta-se conforme seu significado básico e posição no MA. O impulso da conquista e atitude de Marte expressa-se diferente de estiver em Libra ou Aquário, ou em c/2 ou 6.

Até a adolescência, esta-se em treinamento para o futuro. Algumas pessoas repetem padrões da infância mesmo depois de velhos, com carteirinha de idoso. É uma evolução mais lenta. 

Talvez estejam se preparando para mais tarde ainda. Daí que frustrações da adolescência podem ser vistas como resistência fortalecida ou ensinamento para enfrentar lutas futuras. Sem se queixar, pois isso só tiraria energia e significaria fracasso, incompetência, síndrome de Peter Pan.

Você pode fazer o que quiser durante sua vida inteira. Mas, quando morrer, morrerá com os aspectos do seu MA. Deve ser bonito ser enterrado junto ao MA, seu curriculum vitae. Aqui jaz uma Vênus quadratura Urano...

Por isso, se você tiver Saturno com Marte, ainda que você tenha sido um excelente construtor, nota 10, ou tenha construído uma vida ma-ra-vi-lho-sa, quando morrer, caro amigo, morrerá com algo inacabado: ação limitada, restrita por algo. Se construiu 200 casas em vida, morrerá sem finalizar a 201. E tenho a impressão que você sabe muito bem disso. Pare um pouco e pense: que situações você desconfia que ficarão inacabadas quando morrer?

Trecho do livro Conhecimento da Astrologia Karmica (ou da participação) Vol l de Anna Maria Costa Ribeiro - 

Para aquisição dos livros clique Urantiam 

Quando a culpa é do consumidor

A imagem acima se refere ao e-mail que me foi enviado em 22 setembro 2017 pela eduK em resposta aos e-mails enviados em datas anter...